100 pessoas detidas por crime de Incêndio Florestal - Edição Jornal
23107
post-template-default,single,single-post,postid-23107,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

100 pessoas detidas por crime de Incêndio Florestal

100 pessoas detidas por crime de Incêndio Florestal

A Guarda Nacional Republicana deteve este ano 100 pessoas pelo crime de incêndio florestal, mais 46 que no mesmo período de 2017.

Em comunicado, a GNR faz um balanço das cercas de 46.500 patrulhas realizadas desde 01 de janeiro. No ano passado foram 54 pessoas detidas por este tipo de crime, número que este ano praticamente duplicou.

Os dados divulgados mostram o registo de cerca de 6 mil situações de crime de incêndio florestal, menos 3 mil do que no ano passado e um total de 12.335 ocorrências de fogo, menos 8.186 que no mesmo período do ano passado.

Há ainda a emissão de mais de oito mil autos de contraordenação, essencialmente relacionadas com a falta de limpeza de terrenos e também por realização não autorizada de queimadas.

A GNR garante que uma das prioridades para este ano foi a prevenção dos incêndios florestais, apostando no reforço de ações de sensibilização e fiscalização.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm