A requalificação do IP3 já arrancou - Edição Jornal
24809
post-template-default,single,single-post,postid-24809,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

A requalificação do IP3 já arrancou

A requalificação do IP3 já arrancou

A requalificação do IP3 arrancou de forma oficial com o lançamento do troço entre Penacova e Foz do Rio Dão.

O Primeiro-ministro, António Costa, esteve na cerimónia, onde assinou a adjudicação das obras para este primeiro troço, estando previsto que em breve sejam também adjudicados os troços entre Souselas e Penacova, e também entre Lagoa Azul, no concelho de Mortágua, e Viseu.

Nestas obras entre o nó de Penacova e a Foz do Rio Dão, será requalificada aquela que é considerada uma das zonas mais críticas do IP3, a chamada Livraria do Mondego, uma das poucas que não terá dupla faixa de rodagem nos dois sentidos. Está previsto um investimento de cerca de 15 milhões de euros, e a adjudicação acontece cerca de um ano após o anúncio da requalificação do IP3 por parte do Governo.

O projeto total prevê investimento de 134 milhões de euros para uma estrada com 73 km entre Viseu e Coimbra, e com 85% do traçado em perfil de autoestrada, sem portagens.

A previsão é que a obra esteja concluída até final e 2022.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm