AÇÃO POPULAR NO TRIBUNAL DE VISEU CONTRA PORTAGENS NA A25 E A24 - Edição Jornal
48010
post-template-default,single,single-post,postid-48010,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

AÇÃO POPULAR NO TRIBUNAL DE VISEU CONTRA PORTAGENS NA A25 E A24

AÇÃO POPULAR NO TRIBUNAL DE VISEU CONTRA PORTAGENS NA A25 E A24

A Comissão de Utentes Contra as Portagens na A25 e A24 entregou no Tribunal Administrativo de Viseu uma ação popular contra a cobrança de taxas nestas duas autoestradas.

A ação é subscrita por quatro elementos da Comissão de Utentes e conta com várias testemunhas, uma das quais o proprietário da Patinter, uma das maiores empresas de transporte de mercadorias em Portugal.

Lembra a ação que são duas autoestradas sem alternativa rodoviária que não sejam vias que atravessam aldeias e vilas, como é o caso da EN 16, principal alternativa à A25, e que em vários locais não podem ser utilizadas por veículos pesados, como os de transporte de mercadorias.

Os signatários desta ação popular dizem ainda que não faz sentido cobrar portagens numa estrada, como a A25, onde em 40% da via não é possível circular a 120 km/h.

Lembram ainda que a atual redução de 50% no preço das portagens nas duas autoestradas que atravessam a região de Viseu, não é uma medida definitiva, lembrando que se trata de um artigo do Orçamento de Estado para este ano e assim sem garantias que se prolongue para lá de 31 de dezembro.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.