Acidente no Rali Princesa das Astúrias hipoteca aspirações de Hugo Lopes na Cup Ibérica - Edição Jornal
22261
post-template-default,single,single-post,postid-22261,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Acidente no Rali Princesa das Astúrias hipoteca aspirações de Hugo Lopes na Cup Ibérica

Acidente no Rali Princesa das Astúrias hipoteca aspirações de Hugo Lopes na Cup Ibérica

O piloto viseense Hugo Lopes não chegou ao fim no Rali Princesa das Astúrias e hipotecou as aspirações de chegar ao primeiro lugar na Peugeot Rally Cup Ibérica.

Hugo Lopes chegou às Astúrias, antepenúltima prova do troféu, no segundo lugar da classificação e até começou bem o rali ao ser o terceiro mais rápido na primeira classificativa. Um furo durante a segunda especial fez o viseense perder cerca de 40 segundos, situação que se agravou na terceira classificativa onde novo furo atrasou ainda mais o piloto do Peugeot 208 R2.

Na última especial do primeiro dia de prova um elemento mecânico cedeu e Hugo Lopes não conseguiu evitar uma saída de estrada, com alguma violência, acabando o rali por ser interrompido para ser prestada assistência médica ao piloto e ao seu navegador. Foram transportados ao hospital, por precaução, mas os exames não revelaram nada de grave e tudo não passou de um grande susto para a equipa viseense.

A Rally Cup Ibérica prossegue agora em Outubro com o Rali da Catalunha, e fecha em Novembro no Rali do Algarve.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm

Foto: AMSPort