Autarcas de Sátão e Vila Nova de Paiva querem reunião urgente com Ministra da Justiça - Edição Jornal
21957
post-template-default,single,single-post,postid-21957,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Autarcas de Sátão e Vila Nova de Paiva querem reunião urgente com Ministra da Justiça

Autarcas de Sátão e Vila Nova de Paiva querem reunião urgente com Ministra da Justiça

Os autarcas de Sátão e Vila Nova de Paiva, querem reunir, com urgência, com a Ministra da Justiça.

Os dois autarcas querem levar até Francisca Van Dunem as preocupações que dizem ter sobre o futuro do tribunal de Sátão.

Esta posição vem na sequência de declarações da juiz-presidente da Comarca de Viseu, Maria José Guerra, em que afirmou estar “previsto o regresso dos processos judiciais de Penalva do Castelo para a comarca de Mangualde”, justificando a alteração “com o facto de historicamente as pessoas se identificarem mais com Mangualde do que com o Sátão”.

Declarações que não agradaram aos autarcas de Sátão e Vila Nova de Paiva que, de forma concertada, querem manter a atual situação, considerando que a transferência de processos para Mangualde não  defende o que consideram ser “os superiores interesses das respetivas populações” com a manutenção de um serviço público de proximidade, que classificam de “essencial para a sua qualidade de vida e para o desenvolvimento dos seus territórios”.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm