Câmara de Viseu pede reunião urgente ao Governo por causa do Hospital de São Teotónio - Edição Jornal
34487
post-template-default,single,single-post,postid-34487,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Câmara de Viseu pede reunião urgente ao Governo por causa do Hospital de São Teotónio

Câmara de Viseu pede reunião urgente ao Governo por causa do Hospital de São Teotónio

O presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, pediu uma reunião de urgência à ministra da Saúde, para abordar vários temas relacionados com o Hospital de São Teotónio, e o que o autarca classifica de “degradação dos serviços”, em especial as urgências.

Numa carta enviada à ministra, Marta Temido, Almeida Henriques lembra que o Hospital de Viseu “serve uma população de meio milhão de pessoas”, e considera que “merece um maior cuidado” por parte do Ministério da Saúde, pode ler-se.

O autarca de Viseu aponta ainda o dedo ao adiamento sucessivo de projetos como a ampliação das Urgências e a construção do Centro Oncológico, e recorda que é a terceira vez, só este ano, que vai até ao Ministério da Saúde com estes temas na agenda.

Almeida Henriques considera “inadmissível” que depois de ter sido anulado o concurso para as obras de requalificação das urgências, ainda esteja por reabrir novo procedimento.

Nas urgências, pode ainda ler-se na carta, Almeida Henriques considera que o serviço é “caótico” e, por vezes, nem macas há para receberem os doentes que chegam transportados pelo INEM.

Quer ainda saber em que ponto está o processo de instalação do Centro Oncológico para Viseu, lembrando que o projeto deveria ter sido apresentado até final de agosto de 2019, o que ainda não aconteceu.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.

*****