Castelo de Lamego recebe esculturas "... da essência humana" - Edição Jornal
21422
post-template-default,single,single-post,postid-21422,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Castelo de Lamego recebe esculturas “… da essência humana”

Castelo de Lamego recebe esculturas “… da essência humana”

Aberto ao público de 19 de agosto a 31 de setembro, o Castelo de Lamego vai acolher a exposição de escultura “… da essência humana”, da autoria de Ângelo Ribeiro, escultor formado pela Faculdade de Belas Artes do Porto.

A mostra será dividida em duas áreas distintas: no interior da Torre de Menagem, o Anel ocupa a totalidade da sala do rés-do-chão que remeterá o público para uma leitura que varia entre a tensão criada pela perfeição da forma generalizada do objeto e a sua superficialidade hostil e no topo será apresentada a série de esculturas/máscaras Gestus, termo utilizado pelo dramaturgo alemão Bertold Brecht para classificar a qualidade das expressões faciais no palco.

Em complemento, na Praça de Armas, a exposição de peças de maior formato, com cerca de três metros de altura, terá a figura humana como conteúdo aglutinador e que permitirá ao público experienciar várias emoções, onde os contornos e as silhuetas são diferentes.

Arte contemporânea e história, futuro (presente?) e passado: assim se poderão designar as duas facetas em confronto quando o público se deparar com a exposição de Ângelo Ribeiro no Castelo de Lamego.

A entrada é livre.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.