CASTRO DAIRE: 300 MIL EUROS PARA VALORIZAR E PRESERVAR A TRANSUMÂNCIA - Edição Jornal
45429
post-template-default,single,single-post,postid-45429,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

CASTRO DAIRE: 300 MIL EUROS PARA VALORIZAR E PRESERVAR A TRANSUMÂNCIA

CASTRO DAIRE: 300 MIL EUROS PARA VALORIZAR E PRESERVAR A TRANSUMÂNCIA

A Rede Cultural “Terras de Transumância”, vai investir 300 mil euros na preservação desta ancestral tradição de pastoreio, depois de aprovada uma candidatura apresentada ao CENTRO2020 para investimento na conservação, proteção, promoção e desenvolvimento do património cultural.

A rede, que inclui os concelhos de Castro Daire, Fundão, Gouveia e Seia aposta em preservar a identidade, autenticidade e o património imaterial associado à transumância, e vai agora, ao longo dos próximos 18 meses, investir em ações que vão procurar recuperar e valorizar os elementos patrimoniais relacionados com a transumância.

O programa assenta em três eixos: a execução de uma agenda de atividades artísticas/culturais em cada um dos municípios; a valorização do património cultural associado à transumância, afirmando os territórios como destinos turístico/culturais de excelência; a realização de um documentário, um plano de comunicação e a conceção de uma coprodução artística, focada na transumância, que irá percorrer os quatro territórios durante os 18 meses de execução do programa.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.