CIM VISEU DÃO LAFÕES "PERPLEXA" COM PLANO DE RECUPERAÇÃO E RESILIÊNCIA SEM PROJETOS ESTRATÉGICOS PARA A REGIÃO - Edição Jornal
45092
post-template-default,single,single-post,postid-45092,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

CIM VISEU DÃO LAFÕES “PERPLEXA” COM PLANO DE RECUPERAÇÃO E RESILIÊNCIA SEM PROJETOS ESTRATÉGICOS PARA A REGIÃO

CIM VISEU DÃO LAFÕES “PERPLEXA” COM PLANO DE RECUPERAÇÃO E RESILIÊNCIA SEM PROJETOS ESTRATÉGICOS PARA A REGIÃO

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões diz-se “perplexa” por ver fora do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) que o Governo prepara para Portugal, o que considera serem “investimentos estratégicos, chave e prioritários” para a competitividade e desenvolvimento da região.

Em comunicado, os autarcas dos 14 concelhos que integram a comunidade, dizem que o PRR não contempla investimentos necessários para a região na saúde, recursos hídricos, na rede viária, entre outros que dizer ter “atempadamente” sinalizados como “fundamentais e estruturantes”.

Dão como exemplo de omissão no PRR, a não inclusão do Centro Oncológico do Centro Hospitalar Tondela-Viseu, e a criação e reforço da rede de Psiquiatria e de Cuidados Continuados.

Outro exemplo, dizem, é ao nível da dimensão da escola digital e da administração pública digital, que classificam de “fundamental” para os 14 municípios e também “esquecida” no plano.

Na economia, a CIM Viseu Dão-Lafões mostra a sua preocupação por considerar que o PRR, atualmente em fase de consulta pública, “não dá respostas claras à dimensão da crise económica e da solvabilidade das empresas” da região e, consequentemente, “para o relançamento da economia, para a manutenção e para a criação de emprego”, pode ler-se na nota enviada à imprensa, a mesma que foi enviada aos ministros do Planeamento e da Coesão, à CCDR Centro e à Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP).

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.