COVID-19: 64 CAMAS NO PAVILHÃO DO FONTELO VÃO SER GERIDAS PELA ARS - Edição Jornal
43132
post-template-default,single,single-post,postid-43132,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

COVID-19: 64 CAMAS NO PAVILHÃO DO FONTELO VÃO SER GERIDAS PELA ARS

COVID-19: 64 CAMAS NO PAVILHÃO DO FONTELO VÃO SER GERIDAS PELA ARS

As 64 camas articuladas que a autarquia de Viseu montou no Pavilhão do Fontelo, de reforço ao Hospital de Viseu, vão ser geridas pela Administração Regional de Saúde (ARS).

A garantia foi dada por Almeida Henriques, presidente da autarquia viseense, e foi tomada em reunião da comissão da proteção civil distrital.

Ficou definido que a infraestrutura do Fontelo passa a ser gerida num contexto distrital com a gestão diária e direção técnica a ficar sob a responsabilidade da ARS e da Segurança Social.

Assim, frisa o autarca, as 64 camas instaladas no Pavilhão do Fontelo “passam a estar ao serviço dos 24 municípios do distrito” como estrutura de apoio de retaguarda ao hospital ou noutras situações que venham a ser definidas pela ARS em articulação com a Segurança Social.

O presidente lembrou que a estrutura foi montada durante a primeira vaga da pandemia, mas agora sofreu melhorias e aumentou a capacidade para um total de “64 camas articuladas que foram cedidas pelo Hospital de São Teotónio”, estando o espaço devidamente “climatizado e com sistema de oxigénio”.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.