COVID-19: CARREGAL DO SAL NÃO DESCONFINA, PENALVA DO CASTELO E RESENDE TÊM DUAS SEMANAS PARA BAIXAREM NÚMERO DE CASOS - Edição Jornal
46103
post-template-default,single,single-post,postid-46103,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

COVID-19: CARREGAL DO SAL NÃO DESCONFINA, PENALVA DO CASTELO E RESENDE TÊM DUAS SEMANAS PARA BAIXAREM NÚMERO DE CASOS

COVID-19: CARREGAL DO SAL NÃO DESCONFINA, PENALVA DO CASTELO E RESENDE TÊM DUAS SEMANAS PARA BAIXAREM NÚMERO DE CASOS

Penalva do Castelo e Resende são os dois concelhos do distrito de Viseu em risco de verem agravadas as medidas de confinamento, se durante as próximas duas semanas não baixarem a taxa de incidência para valores abaixo dos 120 casos por 100 mil habitantes, enquanto Carregal do Sal não o fez nas duas últimas semanas, e assim não vê aplicadas as novas medidas de desconfinamento, que entram em vigor na próxima segunda-feira, dia 19 de abril.

Na terceira fase de desconfinamento, confirmou o Primeiro-Ministro, António Costa, a partir de 19 de abril dar-se-á o regresso ao ensino presencial dos alunos do ensino secundário e superior, haverá reabertura de salas de cinema e de espetáculos assim como de lojas de cidadão, serviço de mesa e de balcão nos restaurantes e reabertura de lojas e de centros comerciais.

Haverá algumas exceções, aplicadas em vários concelhos que por apresentarem uma taxa de incidência alta, ou não vão dar o passo em frente no desconfinamento,  como acontecerá em Carregal do Sal, ou, como nos casos de Moura, Odemira, Portimão e Rio Maior, não só não avançam no desconfinamento, como dão um passo atrás e devem cumprir apenas as regras que estavam impostas a 15 de março.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.