COVID-19: CONFINAMENTO IGUAL AO DE MARÇO E ABRIL, ESCOLAS SÃO A EXCEÇÃO - Edição Jornal
44273
post-template-default,single,single-post,postid-44273,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

COVID-19: CONFINAMENTO IGUAL AO DE MARÇO E ABRIL, ESCOLAS SÃO A EXCEÇÃO

COVID-19: CONFINAMENTO IGUAL AO DE MARÇO E ABRIL, ESCOLAS SÃO A EXCEÇÃO

O confinamento de combate à covid-19 vai regressar ao confinamento que tivemos em março e abril de 2020, as exceções existem, mas a “regra é ficar em casa”, disse o primeiro-ministro António Costa.

O primeiro-ministro revelou que, “como nessa fase, haverá possibilidade de trabalhar, de fazer passeios higiénicos ou de ir à mercearia, mas é fundamental que a população entenda a importância de não sair”.

As regras serão como as de março e abril, mas com necessidade de não voltarmos a sacrificar a atual geração de estudantes. “Vamos manter em pleno funcionamento todos os estabelecimentos educativos como têm estado a funcionar até agora”. Esta é “a única nova e relevante exceção”, afirma o PM.

O teletrabalho é imposto sem ter de haver acordo com entidade patronal e trabalhador, é sempre obrigatório quando possível. “E para assegurar que e cumprido, é muito grave a coima de violação desta obrigação”, diz.

Coimas previstas de violação das normas relativas à pandemia — como não usar máscara na via pública — “são duplicadas”, anunciou ainda António Costa.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.