COVID-19: GNR ENCERRA CAFÉ EM CINFÃES E ACABA COM FESTA EM OLIVEIRA DE FRADES - Edição Jornal
44636
post-template-default,single,single-post,postid-44636,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

COVID-19: GNR ENCERRA CAFÉ EM CINFÃES E ACABA COM FESTA EM OLIVEIRA DE FRADES

COVID-19: GNR ENCERRA CAFÉ EM CINFÃES E ACABA COM FESTA EM OLIVEIRA DE FRADES

A GNR encerrou no domingo um café em Cinfães e terminou com uma festa ilegal em Oliveira de Frades, duas situações de violação das medidas que vigoram devido ao Estado de Emergência, tendo emitido 17 autos de contraordenação.

Em comunicado, o Comando Territorial de Viseu da GNR informa que em Cinfães, os militares, durante uma ação de patrulhamento, encontraram “um café a laborar normalmente, desrespeitando as regras de funcionamento de estabelecimentos de restauração e bebidas”. No interior, ainda segundo a GNR, “estavam seis homens, com idades entre os 25 e os 55 anos, a consumir, sendo visível em cima da mesa vários produtos alimentares e bebidas alcoólicas”. Proprietário e clientes, foram identificados e emitidos os sete autos de contraordenação por desrespeito do dever geral de recolhimento domiciliário e um por incumprimento do dever de encerramento de instalações e estabelecimentos. O café foi depois encerrado, acrescenta a GNR.

Já em Oliveira de Frades, foram identificados oito homens e uma mulher, com idades entre os 22 e os 43 anos, por violação do dever geral de recolhimento domiciliário, no concelho de Oliveira de Frades. Após denúncia de que estaria a decorrer um evento não autorizado num aviário desativado, os militares deslocaram-se ao local e encontraram uma festa não autorizada tendo elaborado “nove autos de contraordenação por infração ao dever geral de recolhimento domiciliário e um pela realização de evento não autorizado”, tendo ainda o promotor do evento sido “notificado para cessar de imediato a infração, sob pena de vir a incorrer no crime de desobediência”.

Esta ação contou com o reforço do Posto Territorial de Vouzela.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.