COVID-19: RECOLHER OBRIGATÓRIO A PARTIR DAS 23 HORAS NOS CONCELHOS COM RISCO ELEVADO - Edição Jornal
47526
post-template-default,single,single-post,postid-47526,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

COVID-19: RECOLHER OBRIGATÓRIO A PARTIR DAS 23 HORAS NOS CONCELHOS COM RISCO ELEVADO

COVID-19: RECOLHER OBRIGATÓRIO A PARTIR DAS 23 HORAS NOS CONCELHOS COM RISCO ELEVADO

O Governo decidiu hoje em Conselho de Ministros a limitação de circulação na via pública nos concelhos em risco elevado e muito elevado de contágio à covid-19, a partir das 23 horas, meia hora depois do limite de abertura de algumas atividades.

Para já, todos os 24 concelhos do distrito de Viseu estão fora da lista de risco, mas Viseu está na lista de concelhos em  ‘alerta’ e corre o risco de na próxima quinta-feira recuar no desconfinamento e ver aplicadas as medidas mais restritivas decididas pelo Governo: o teletrabalho permanece obrigatório, os espetáculos culturais com os mesmos horários da restauração e o comércio a retalho até às 21:00, restaurantes, cafés e pastelarias funcionam até às 22h30 (no interior, com um máximo de 6 pessoas por grupo; em esplanada, 10 pessoas por grupo)

Os conselhos de risco elevado subiram para 26: Alcochete; Alenquer; Arruda dos Vinhos; Avis; Braga; Castelo de Vide; Faro; Grândola; Lagoa; Lagos; Montijo; Odemira; Palmela; Paredes de Coura; Portimão; Porto; Rio; Maior; Santarém; São Brás de Alportel; Sardoal; Setúbal; Silves; Sines; Sousel; Torres Vedras e Vila Franca de Xira.

O Governo decidiu ainda “prorrogar o apoio extraordinário à retoma progressiva” para empresas com queda de facturação superior a 25%.

Até agora foram mais de 400 mil pessoas abrangidas por este apoio que vai continuar e que pode ir até 100% durante os meses de julho e agosto.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.