GOVERNO QUER FUTEBOL SEM PÚBLICO ATÉ MAIO, ASSOCIAÇÃO DE ADEPTOS ESTÁ CONTRA - Edição Jornal
45535
post-template-default,single,single-post,postid-45535,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

GOVERNO QUER FUTEBOL SEM PÚBLICO ATÉ MAIO, ASSOCIAÇÃO DE ADEPTOS ESTÁ CONTRA

GOVERNO QUER FUTEBOL SEM PÚBLICO ATÉ MAIO, ASSOCIAÇÃO DE ADEPTOS ESTÁ CONTRA

Os adeptos “não conseguem perceber” porque é que o regresso do público aos estádios vai continuar a ser proibido e criticaram hoje a “falta de fundamentação objetiva” do Governo para justificar essa decisão.

A presidente da Associação Portuguesa de Defesa do Adepto (APDA) lembrou que “já foram feitos testes que correram bem”, inclusivamente “em jogos de Liga dos Campeões em Portugal” e também em jogos “nos Açores”, pelo que não entende “de onde vem esta insistência”.

“Mais uma vez, temos um plano desconfinamento progressivo, que abarca uma série de atividades de índole cultural, muitas delas, provavelmente, em espaços fechados, e existe uma insistência, que não conseguimos compreender, em não incluir os jogos da I Liga nessa lista de eventos”, criticou Martha Gens.

A líder da APDA concordou mesmo com o presidente da Liga Portugal, Pedro Proença, que se mostrou inconformado com a discriminação do futebol no desconfinamento, especialmente porque “a Liga está a trabalhar, desde abril, num plano para que as coisas funcionem” e, ainda assim, “nunca lhes foi dada sequer a possibilidade de fazer um jogo de teste piloto”.

“Considerando que existe um plano de desconfinamento progressivo e que está previsto os grandes eventos voltarem a receber espetadores a partir de 19 de abril, não se consegue compreender como é que ainda estamos em março e já se está a dizer que no futebol não vai ser permitido”, diz Martha Gens.

Em 11 de março, o Governo anunciou que a realização de eventos exteriores com diminuição de lotação vai ser autorizada a partir de 19 de abril e, 15 dias depois, em 03 de maio, grandes eventos exteriores com diminuição de lotação.

No entanto, o jornal Expresso noticia hoje que uma fonte do Governo deu conta ao jornal que, até ao fim deste período de desconfinamento, eventos como o Grande Prémio de Fórmula 1 e a I Liga “não terão público”.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.