Hélder Amaral (CDS) quer saber qual a redução no preço dos transportes nos municípios da CIM Viseu Dão Lafões - Edição Jornal
26732
post-template-default,single,single-post,postid-26732,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Hélder Amaral (CDS) quer saber qual a redução no preço dos transportes nos municípios da CIM Viseu Dão Lafões

Hélder Amaral (CDS) quer saber qual a redução no preço dos transportes nos municípios da CIM Viseu Dão Lafões

O CDS-PP pediu informações às 23 Comunidades Intermunicipais (CIM) para saber quais custos e o investimento necessário para beneficiarem do programa da redução do preço dos passes em Lisboa e Porto.

Num requerimento entregue no parlamento, e assinado pelo deputado eleito por Viseu, Hélder Amaral, a bancada centrista quer saber, de cada CIM, quais os municípios que têm transportes públicos e qual será a redução tarifária em cada um, incluindo os 14 municípios que integram a CIM Viseu Dão-Lafões.

Os centristas querem ainda conhecer que investimento representa esta redução para cada um dos municípios abrangidos.

Lembra o deputado que, de acordo com o Ministro do Ambiente e da Transição Energética, além das duas Áreas Metropolitanas de Lisboa e Porto, 23 Comunidades Intermunicipais (CIM) fizeram propostas para aplicação das verbas.

Por sua vez, dizem ainda, “o Primeiro-Ministro afirmou, em declarações a órgãos de comunicação social, que não é verdade que a redução tarifária seja exclusiva de Lisboa ou do Porto, e respetivas áreas metropolitanas, mas que se trata de um programa nacional ao qual aderiram todas as CIM”.

No texto, o CDS lembra que “o Programa de Apoio à Redução Tarifária nos transportes públicos vai atingir 116 milhões de euros e as autarquias terão de colocar 12 milhões”, dizem os centristas, “mais do que o inicialmente previsto”.

Tendo em conta que Lisboa e Porto vão receber grande parte da verba, cerca de 80 milhões, o que resta “dificilmente dará para um autocarro” por cada concelho, diz Hélder Amaral.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm

*****