Orquestra Filarmónica Portuguesa vai ficar sediada em Viseu. - Edição Jornal
18726
post-template-default,single,single-post,postid-18726,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Orquestra Filarmónica Portuguesa vai ficar sediada em Viseu.

Orquestra Filarmónica Portuguesa vai ficar sediada em Viseu.

A Orquestra Filarmónica Portuguesa vai ficar sediada em Viseu.

O protocolo foi já assinado com a autarquia viseense num projeto que passa pelo reforço na formação de talentos e na criação artística.

Almeida Henriques, presidenta da Câmara de Viseu adiantou aos jornalistas que a Orquestra Filarmónica Portuguesa ficará sediada no edifício do antigo Governo Civil de Viseu.

Osvaldo Ferreira, maestro da orquestra, sublinhou a aposta de Viseu em criar algo que possa potenciar o futuro para os jovens, em especial dos que venham a escolher a música como opção de futuro, destacando ainda aposta semelhante que Viseu fez para ter uma companhia de dança que nos dias de hoje, considerou, é “uma referência”.

O maestro lembrou que alguns membros da orquestra já são professores” no conservatório de Viseu, e disse que espera que o futuro traga uma maior ligação com as entidades locais, em especial entre as escolas de música e a orquestra juvenil.

Além dos dois concertos por ano, o protocolo prevê que a Orquestra Filarmónica Portuguesa compromete-se a promover residências artísticas no âmbito da Academia Filarmónica, de forma a integrar jovens músicos com formação avançada de Viseu, e potenciar uma maior ligação com as escolas de música do concelho.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm

(Foto: Rui da Cruz)