PSD de Viseu acusa o Governo de "travar" obras na urgência do Hospital de Viseu - Edição Jornal
25731
post-template-default,single,single-post,postid-25731,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

PSD de Viseu acusa o Governo de “travar” obras na urgência do Hospital de Viseu

PSD de Viseu acusa o Governo de “travar” obras na urgência do Hospital de Viseu

O PSD de Viseu acusa o Governo de estar a “travar as obras na urgência” do hospital de São Teotónio por “razões eleitoralistas”.

Em comunicado, os sociais-democratas dizem que as urgências no hospital estão “insuportáveis para os utentes” e para os profissionais que lá trabalham, pela falta “de espaço, de comodidade e de dignidade para atender cerca de 600 pessoas por dia”. A falta de condições no serviço de urgência do Hospital de Viseu leva a que alguns utentes “tenham que esperar mais de uma dezena de horas deitados numa maca em pleno corredor”, pode ler-se no comunicado.

O PSD de Viseu lembra que, durante o anterior Governo, “foi prevista uma verba no âmbito do Programa Operacional Centro 2020 para a ampliação e requalificação do serviço de urgência” e que, em 2017, “tudo estava pronto para que finalmente o problema fosse resolvido”, com o projeto aprovado e 85% do financiamento garantido por fundos comunitários. O problema, dizem os sociais-democratas, é que estamos em 2019 e “zero obras e dizem que a culpa é do Governo que não autorizou o hospital a assumir encargos.

O PSD de Viseu não tem dúvidas que “nas próximas semanas” e “em plena campanha eleitoral, haverá o anúncio de que as obras irão avançar.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm

*****