Quatro estreias para fechar comemorações dos 20 anos do Teatro Viriato - Edição Jornal
33185
post-template-default,single,single-post,postid-33185,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Quatro estreias para fechar comemorações dos 20 anos do Teatro Viriato

Quatro estreias para fechar comemorações dos 20 anos do Teatro Viriato

Quatro estreias, e ainda três reposições, vão marcar o encerramento da programação que assinala os 20 anos do teatro Viriato, em Viseu.

A coreografia “Last”, da Companhia Paulo Ribeiro, “Vão”, da Companhia Erva Daninha, a “Viagem a Portugal”, do Teatro do Vestido, e uma ópera contemporânea “Akhnaten”, de Philip Glass, são as estreias no último ciclo da temporada de 2019.

Quanto a reposições, estão prometidos projetos que foram emblemáticos na programação do Teatro Viriato.

Destaque para “A caixa para guardar o vazio”, da escultora Fernanda Fragateiro que, em 2005 foi desafiada a criar uma `performance` para o espaço do Lar Escola Santo António, ainda para “Viajantes Solitários”, um espetáculo de 2015, de Joana Craveiro, e também para a “Voz do Rock” da viseense Ana Bento, apresentado em 2014, no claustro do Museu Grão Vasco, e que desta vez tem Kalu, baterista dos Xutos & Pontapés, como convidado.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm

*****