Sátão: Nova estação de tratamento de águas residuais espera "luz verde" do Tribunal de Contas - Edição Jornal
21592
post-template-default,single,single-post,postid-21592,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Sátão: Nova estação de tratamento de águas residuais espera “luz verde” do Tribunal de Contas

Sátão: Nova estação de tratamento de águas residuais espera “luz verde” do Tribunal de Contas

A Câmara Municipal de Sátão espera a `luz verde´ do Tribunal de Contas para avançar com a construção da nova Estação de Tratamento de Águas Residuais prevista para o concelho.

O projeto estava bloqueado pelo tribunal civil, depois de várias providências cautelares que contestavam a obra, mas a situação, segundo o autarca de Sátão, foi já “desbloqueada”.

Paulo Santos lembra que é um projeto “estruturante” para o concelho, orçado em cerca de 2 milhões de euros e que, nesta fase, espera apenas pelo visto do Tribunal de Contas para que a obra possa avançar.

Para além da nova estação de tratamento, a autarquia garante que vai suprimir as fossas detetadas na rede de esgotos, entre a freguesia de Rãs e Sátão.

Outra das preocupações que o autarca manifestou durante as celebrações do Dia do Município, passa pela resolução do problema de abastecimento de água às populações, com Paulo Santos a deixar a garantia que o município vai investir nessa área, apesar de ainda não ter sido formalmente criada a empresa intermunicipal Águas de Viseu, da qual Sátão é um dos concelhos aderentes.

A solução, segundo o autarca, poderá passar pela compra de terrenos que permita aumentar a reserva de captação de água do rio Vouga.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.