Seca dos últimos meses afeta produção de Queijo Serra da Estrela - Edição Jornal
17258
post-template-default,single,single-post,postid-17258,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Seca dos últimos meses afeta produção de Queijo Serra da Estrela

Seca dos últimos meses afeta produção de Queijo Serra da Estrela

A seca dos últimos meses vai afetar a produção de queijo Serra da Estrela. A estimativa de Júlio Ambrósio, presidente da Estrelacoop, a Cooperativa dos Produtores de Queijo Serra da Estrela, é que a quebra possa chegar aos 50%.

À Lusa, adiantou que os cerca de 50 associados da Estrelacoop, produzem anualmente mais de 50 toneladas de queijo Serra da Estrela, mas, a continuar este tempo de seca, a produção este ano não deverá chegar às 30 toneladas. Os produtores já se queixam de não terem alimento para os animais. Há quem procure comprar comida para o gado, em Espanha, e não consegue, porque não há ou porque é muito cara.

Os produtores queixam-se ainda da falta de água e de terem, em alguns casos, que recorrer a transporte em cisternas para conseguirem alimentar o gado. O responsável pela Estrelacoop lamenta ainda que por parte do Ministério da Agricultura não tenha ainda havido qualquer contacto para avaliação do problema e para encontrar medidas de apoio aos produtores.

A região demarcada de produção do queijo Serra da Estrela abrange 18 municípios, como Guarda, Fornos de Algodres, Celorico da Beira, Gouveia, Manteigas, Seia, Trancoso, Oliveira do Hospital, Nelas, Penalva do Castelo, Mangualde e Covilhã.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.