Viseenses com acesso a braquiterapia para tratamento do Cancro da Próstata - Edição Jornal
18705
post-template-default,single,single-post,postid-18705,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Viseenses com acesso a braquiterapia para tratamento do Cancro da Próstata

Viseenses com acesso a braquiterapia para tratamento do Cancro da Próstata

Viseenses já têm acesso a braquiterapia para tratamento do Cancro da Próstata.
O Cancro da Próstata é o tipo de cancro mais frequente no homem em Portugal (superior ao Cancro da Pele e ao Cancro do Pulmão), registando-se aproximadamente quatro mil novos casos por ano. A Braquiterapia Prostática é uma das terapêuticas disponíveis mais eficazes para o tratamento do Cancro da Próstata e está agora disponível no Hospital CUF Viseu e com acordo direto com vários subsistemas e seguradoras.

Paulo Rebelo, urologista do Hospital CUF Viseu, explica que “a Braquiterapia Prostática é um tratamento minimamente invasivo realizado através da inserção de “sementes” radioativas no interior da próstata, sob controlo ecográfico e com monitorização em tempo real”. Este tratamento é realizado num bloco operatório, sob anestesia loco-regional ou geral.

É um procedimento pouco invasivo, que dura entre 60 a 90 minutos e que não requer incisão cirúrgica. Como as “sementes” radioativas são colocadas dentro da próstata, permite que uma elevada dose de radiação seja libertada, ficando fundamentalmente limitada à próstata. Os tecidos circundantes (tecidos sãos) ficam, desta forma, praticamente intactos, como é o reto, a bexiga e a uretra.

“A realização desta técnica implica, assim, uma equipa multidisciplinar que inclui, além do Urologista, um Radioterapeuta e um Físico, cuja ação conjunta, complementar e extremamente diferenciada, permite obter os bons resultados descritos para esta técnica”, explica Paulo Rebelo.

O tratamento do Cancro da Próstata com Braquiterapia tem uma finalidade curativa e os pacientes podem retornar à atividade normal (incluindo o trabalho) no espaço de poucos dias. De acordo com os resultados conhecidos a nível mundial, 95% dos pacientes encontram-se livres da doença 12 anos após o tratamento.

A Unidade de Cancro da Próstata do Instituto CUF de Oncologia promove uma abordagem clínica multidisciplinar e complementar ao longo de toda a rede CUF, proporcionando uma maior segurança e comodidade aos doentes e cuidadores. Dada a complexidade dos tumores urológicos, em especial, o cancro da próstata, torna-se necessário disponibilizar à população terapêuticas diferenciadas, como a Braquiterapia Prostática, a par de uma equipa de profissionais de saúde, especialistas nesta patologia. 

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm