Viseu tem porta aberta para recorrer ao Fundo de Emergência Municipal - Edição Jornal
23179
post-template-default,single,single-post,postid-23179,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Viseu tem porta aberta para recorrer ao Fundo de Emergência Municipal

Viseu tem porta aberta para recorrer ao Fundo de Emergência Municipal

O Conselho de Ministros reconheceu Aveiro, Coimbra, Leiria e Viseu como os distritos mais afetados pela tempestade Leslie e assim abriu portas a candidaturas ao Fundo de Emergência Municipal.

A decisão foi já publicada em Diário da República, e contempla um “regime excecional de contratação de empreitadas públicas” para resolver os danos da tempestade Leslie e uma linha de crédito para empresas que não deverá ultrapassar os 10 milhões de euros.

A passagem de tempestade provocou danos significativos em habitações, explorações agrícolas, infraestruturas, equipamentos e bens de pessoas, empresas e autarquias locais, sobretudo nos distritos de Aveiro, Coimbra, Leiria e Viseu.

Entre as medidas extraordinárias de apoio às populações, empresas e autarquias afetadas, o Governo decidiu ainda apoiar famílias que viram as casa destruídas, ou danificadas pela tempestade.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm