VÍTOR AGUIAR E SILVA, DE PENALVA DO CASTELO, É `PRÉMIO CAMÕES 2020´ - Edição Jornal
42711
post-template-default,single,single-post,postid-42711,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

VÍTOR AGUIAR E SILVA, DE PENALVA DO CASTELO, É `PRÉMIO CAMÕES 2020´

VÍTOR AGUIAR E SILVA, DE PENALVA DO CASTELO, É `PRÉMIO CAMÕES 2020´

Vítor Aguiar e Silva, natural de Penalva do Castelo, é o vencedor do Prémio Camões 2020, o maior galardão atribuído a escritores de língua portuguesa.

Nascido em setembro de 1939, na freguesia de Real, concelho de Penalva do Castelo, Vítor Manuel Aguiar e Silva, professor e ensaísta, foi contemplado com o prémio anualmente atribuído pelos governos de Portugal e Brasil a autores a quem é reconhecido o mérito pelo forte contributo dado à literatura e cultura de língua portuguesa.

Ex vice-reitor da Universidade do Minho, até à aposentação, em 2002, e onde foi professor catedrático no Instituto de Letras e Ciências Humanas, Vítor Aguiar e Silva foi ainda fundador do Centro de Estudos Humanísticos, e da revista Diacrítica.

O viseense sempre foi um dos mais fortes opositores ao novo acordo ortográfico, adotando sempre a grafia anterior em todas as suas obras, por considerar que o novo acordo “desfigurou” a língua portuguesa. Foi um dos principais signatários da Petição em Defesa da Língua Portuguesa, Contra o Acordo Ortográfico, que desde 02 de maio de 2008 recolheu mais de 128 mil assinaturas.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.